Imagem capa - Sem aliança, não há casamento ! por Willian Diez
Casamentos

Sem aliança, não há casamento !

Ao se retratar uma história de amor e a união entre duas pessoas, não há como se esquecer da aliança. Fazer uma aliança é ter a plena certeza de que estará firmando um acordo com quem você mais ama nesta terra, a ponto de dividir sua vida com ela. Para entendermos um pouco sobre a história desse anel, é preciso viajar no tempo até a época dos povos egípcios e hindus. Segundo o site Epoch Times, os egípcios e hindus, cerca de 3.000 a.C., já usavam anéis para simbolizar a aliança entre homem e mulher. Para eles, um anel, um círculo, significava o que não tem um fim. Os gregos acreditavam que o terceiro dedo da mão esquerda possuía uma veia que levava diretamente ao coração, então, passaram a usar nele um anel de ferro imantado, para que os corações dos amantes permanecessem para sempre atraídos um pelo outro. Segundo a acupuntura há um meridiano, o do coração, que passa pelo anelar esquerdo e pelo coração.

De acordo com Juliano Robson, bispo de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, em Sertãozinho (SP), a aliança é uma ligação baseada em confiança entre duas pessoas, cujo dever e responsabilidade são igualitárias. “A origem da palavra tem raízes no Latim, na palavra alligare, e significa “compor” ou “ligar-se a”. É uma relação de proximidade e união. Fazer uma aliança com alguém significa um convênio, acordo. A aliança está ligada diretamente ao coração, por isso é um lembrete externo de um compromisso interno que se faz com a pessoa amada. Quando olho para minha aliança me lembro da responsabilidade, parceria, amor, saúde e dos desafios. Hoje o mundo tem perdido os valores, mas é sempre importante ressaltarmos a importância de se firmar um compromisso como este”, comenta.

Segundo ele, a palavra é muito antiga e vem da época do Livro de Êxodos, do povo de Israel e Moisés, portanto iniciou-se com o povo cristão. “Assim, a aliança é também um acordo com a pessoa amada e com Deus”, explica.

Para Italla Saraiva, sem aliança não há casamento. “Não consigo enxergar um casamento sem esse objeto tão importante, que simboliza companheirismo e amor pela eternidade. É a lembrança constante do seu compromisso”, confirma. 


(Autora: Andréia Moreno, jornalista, especializada em eventos e decoração)